Ghita, de Aïcha Haroun El Yacoubi: uma dramaturgia do afeto

Eduardo Okamoto

Resumo


O artigo apresenta aos pesquisadores brasileiros a marroquina Aïcha Haroun El Yacoubi – dramaturga e diretora de teatro. No texto, o autor relata a sua participação no Festival Internacional de Expressão Corporal Teatro e Dança de Agadir, no Marrocos, coordenado, em 2008, por Aïcha. Além disso, discorre sobre os intercâmbios que mantém com essa artista, incluindo a montagem de sua obra, Ghita, inédita no Brasil.

Palavras-chave


Aïcha Haroun El Yacoubi; Teatro no Magreb; Dramaturgia; Cultura árabe; Mulher no teatro árabe

Texto completo:

PDF

Referências


ARTAUD, Antonin. “O teatro e a peste”. In: O teatro e seu duplo. Trad. Teixeira Coelho. São Paulo: Max Limonad, 1987.

BECKET, Samuel. Esperando Godot. Trad. Fábio de Souza. São Paulo: Cosac Naif, 2007.

FÁLCON, Alexis. “Ghita” honra a los burlados “moros” que trajo Franco. Santiago de Compostela: La Voz da Galicia, 21 mar. 2006.

Yacoubi, Aïcha Haroun El. Ghita. Inédito.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.