A aula de teatro como discurso. Estudo de caso a partir da prática da Casa do Teatro

Abel Lopes Xavier

Resumo


Este artigo apresenta um perfil das aulas da Casa do Teatro, analisando-as na perspectiva de Mikhail Bakhtin. Ao considerar uma aula como composição textual e discursiva, em que participam alunos e professores, pretende-se colocar o foco nas questões que envolvem o fazer pedagógico do professor pela via do teatro. Dividindo o estudo das aulas em elementos pré e pós-textuais e elementos textuais, busca-se uma reflexão sobre o papel da aula de teatro na formação do indivíduo, como espaço discursivo em potencial.

Palavras-chave


Teatro-educação; Pedagogia teatral; Gêneros discursivos; Casa do Teatro.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BOAL, Augusto. A estética do oprimido. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

COELHO, Teixeira. O que é ação cultural. São Paulo: Brasiliense, 2012.

KOUDELA, Ingrid. Jogos teatrais. São Paulo: Perspectiva, 2013.

SLADE, Peter. O jogo dramático infantil. Tradução: Tatiana Belinky. São Paulo: Summus, 1978.

SPOLIN, Viola. Improvisação para o teatro. Tradução: Ingrid Koudela. São Paulo: Perspectiva, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.