O corpo-vivido do ator. Caminhos para a formação do ator na contemporaneidade

Pedro José de Freitas Ziroldo

Resumo


O Teatro Pós-Moderno trouxe mudanças paradoxais e também discussões referentes à composição da cena e sua dramaturgia, principalmente à função do ator e de sua atitude cênica. A atenção ao corpo, a presença e o gesto de “autorrepresentação” parecem caracterizar o trabalho do ator no teatro contemporâneo. O corpo em questão, trata-se do próprio sujeito. O ator torna-se um “ser-em-cena”, e seu ato é entendido como fenômeno e experiência na cena. O conceito “corpo-vivido”, de Merleau-Ponty, pode contribuir para a formação deste “novo ator”, diante das transformações que acompanham o teatro
contemporâneo.


Palavras-chave


Corporeidade; Fenomenologia; Papel do ator; Representação; Teatro contemporâneo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEIXO, Fernando Manoel. Vocabulário poético do ator. OuvirOUve. Uberlândia n.4. p. 31-59, 2008.

ASLAN, Odete. O ator no século XX. São Paulo: Perspectiva, 1994. AZEVEDO, Sônia Machado de. O papel do corpo no corpo do ator. São Paulo: Perspectiva, 2014.

COHEN, Renato. Work in progress na cena contemporânea. São Paulo: Perspectiva, 2004.

DESCARTES, René. Os pensadores. São Paulo: Abril, 1979.

DIDEROT, Denis. Discurso sobre a poesia dramática. Tradução, apresentação e notas L. F. Franklin de Matos. São Paulo: Brasiliense, 1986.

______ . Os pensadores: Diderot. São Paulo: Nova Cultural, 2005.

FÉRAL, Josette. Teatro, teoría y práctica: más allá de las fronteras. Buenos Aires: Editorial Galerna, 2004.

FLASZEN, L; GROTOWSKI, J. O teatro laboratório de Jerzy Grotowski, 1959-1969. São Paulo: Perspectiva, 2010.

GREINER, Christine. O corpo: pistas para estudos interdisciplinares. São Paulo: Annablume, 2005.

GROTOWSKI, Jerzy. Em busca de um teatro pobre. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1987.

GUSMÃO, Rita. O ator performático. In GUSMÃO, Rita e TEIXEIRA, João Gabriel. Performance, cultura e espetacularidade. Brasília: Editora UNB, 2000, p. 50-56.

JAEGER, Werner. Paidéia: A formação do homem grego. Trad. Arthur M. Pereira. São Paulo: Martins Fontes, 1979.

LEHMANN, Hans-Thies. Teatro pós-dramático. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

MILLER, Jussara. “O corpo presente: uma experiência sobre dança-educação”. Educação temática digital. 2014. https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/ view/1332/1347.

MARINIS, Marco de. Corpo e corporeidade no teatro: da semiótica às neurociências. Pequeno glossário interdisciplinar. Revista Brasileira de Estudos da Presença. Porto Alegre, v.2, n.1, p.42-61, jan/jun. 2012. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/presenca. Acesso: em 06/07/2016.

MERLEAU-PONTY, Maurice. O olho e o espírito. Rio de Janeiro: Grifo, 1969.

_______. Fenomenologia da percepção. 3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

_______. O visível e o invisível. Trad. José Artur Gianotti e Armando Mora d’Oliveira. São Paulo: Perspectiva, 1992 (Texto original publicado em 1964).

_______. ______. São Paulo: Perspectiva, 2005.

_______. A fenomenologia da percepção (C. Moura, Trad.). São Paulo: Martins Fontes, 1994 (Texto original publicado em 1945).

PAVIS, Patrice. A encenação contemporânea. São Paulo: Perspectiva, 2010.

______ . Dicionário de Teatro. São Paulo: Perspectiva, 1999.

PLATÃO, Fédon. Diálogos. São Paulo: Abril Cultural, 2000.

______. Trad. Jorge Paleikat a João Cruz Costa. São Paulo: Nova Cultural, 1987.

ROMANO, Lúcia. O teatro do corpo manifesto. São Paulo, Perspectiva, 2005.

SILVA, Daniel Furtado Simões da, O ator e o personagem: variações e limites no teatro contemporâneo [manuscrito] / Daniel Furtado Simões da Silva, 2013.

STANISLÁVSKY, Constantin. El trabajo del actor sobre sí mismo en el proceso creador de la vivencia. Barcelona: Alba Editorial, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.