Análise ativa e dramaturgia Caiofernandiana: uma experiência de criação atoral a partir do drama épico-lírico. O Homem e a mancha.

Pedro Henrique Gonçalves da Silva, Marcelo Braga de Carvalho

Resumo


Este artigo trata da aplicação dos procedimentos propostos por Eugênio Kusnet, em Ator e método, e na peça teatral O homem e a mancha, de Caio Fernando Abreu. Um estudo que consiste em utilizar análise ativa e escrita de carta, a partir dos elementos objetivos da ação e circunstâncias propostas, apresentados por Kusnet como conceitos motivadores para o trabalho de criação atoral. Esses procedimentos foram aplicados à cena 25 da referida obra dramatúrgica. Partindo da identificação de elementos épicos e líricos do texto, podemos aferir que a realização da criação atoral, apoiada no trabalho de Kusnet, tornou-se muito complexa concluindo-se, então, que a metodologia do diretor russo seria mais bem aplicada se compreendida como uma regra não rígida e sim flexível.


Palavras-chave


Teatro; Trabalho do ator; Eugênio Kusnet; Caio Fernando Abreu.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Caio Fernando. Teatro completo. Porto Alegre: Sulina / IEL, 1997.

BALL, David. Para trás e para frente. São Paulo: Perspectiva, 2005.

DAGOSTINI, Nair. O método da análise ativa de K. Stanislavski como base para a leitura do texto e da criação do espetáculo pelo diretor e ator. Tese (Doutorado em Letras). São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2007. 251 p.

KNÉBEL, Maria. Análise-ação: práticas das ideias teatrais de Stanislávski. São Paulo: Editora 34, 2016.

_____. El último Stanislavsky. Madrid: Fundamentos, 1996.

KUSNET, Eugênio. Ator e método. Rio de Janeiro: Serviço Nacional do Teatro, 1975.

LIMA, Ricardo Augusto de. O homem e a mancha, de Caio Fernando Abreu: um drama épico-lírico. Seminário de Pesquisa em Ciências Humanas (SEPECH), X, 2014. Anais (online). Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2014. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/sepech/arqtxt/ARTIGOSANAIS_SEPECH/ricardoalima.pdf Acesso em: 14 mai. 2017.

PIACENTINI, Ney. Eugênio Kusnet: do ator ao professor. Dissertação (Mestrado em Artes). São Paulo: Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, 2011.115 p.

SZONDI, Peter. Teoria do drama moderno. São Paulo: Cosac&Naify, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.