crédito: João Caldas

O Projeto Conexões teve sua origem na Inglaterra e é realizado em vários lugares do mundo. Em São Paulo é desenvolvido há mais de sete anos pela ESCH em parceria com o National Theatre de Londres, British Council, Cultura Inglesa e Colégio São Luís. O projeto tem uma larga ação em diversas áreas do teatro para jovens e amplo reconhecimento nacional e internacional.

Atinge um público que dificilmente teria acesso ao fazer e assistir a teatro e que, por meio da atividade teatral, pode dispor de uma forte ferramenta de comunicação e inclusão social. Incentiva a formação de grupos teatrais de jovens, fomenta a criação de dramaturgia brasileira inédita especialmente escrita para esse público e traduz para o português textos ingleses escritos para o projeto na Inglaterra.

Com a participação de grupos de teatro independentes, de escolas públicas e particulares de diferentes regiões da Grande São Paulo, além de grupos do interior do Estado de São Paulo, a ESCH é responsável por todo o programa de ações artístico-pedagógicas, como também pelas publicações dos textos através da editora da Instituição, em edição bilíngue, com a distribuição gratuita.

A equipe da ESCH apoia todo o processo de montagem dos grupos participantes dando suporte de conhecimento para o trabalho; é responsável pela condução de workshops de imersão com os diretores dos grupos e elenco; visitas aos locais para orientação e apoio ao processo de montagem; condução de fórum de debates além de acompanhamento das apresentações dos grupos na mostra de teatro anual.

Mostra de Teatro Jovem – anualmente, durante os meses de outubro a novembro, com apoio da ESCH, são realizadas as apresentações dos grupos participantes do Projeto Conexões no Teatro da Cultura Inglesa.

Fórum de Teatro Jovem – durante a mostra das apresentações é realizado um fórum com a participação dos integrantes de todos os grupos para discutir, refletir e avaliar o processo artístico desenvolvido durante o ano.

Conexões: nova dramaturgia para jovens – a ESCH é responsável pela publicação em edição bilíngue do livro “Conexões: nova dramaturgia para jovens”, que tem por objetivo divulgar para a sociedade os textos que compõem as edições anuais. Atualmente, o livro está em sua nona edição, tendo em seu portfólio a publicação de mais de trinta textos inéditos brasileiros e ingleses e é distribuído gratuitamente para escolas, bibliotecas e instituições nacionais e internacionais.

Conexões – Internacionalização
Em 2012, o Conexões exportou dramaturgia brasileira. Pela primeira vez o National Theatre de Londres e o Culturgest de Lisboa adotaram textos de autores brasileiros: Alex Cassal, com o texto “Septeto fatal” integrou o portfólio do Culturgest/Lisboa e Samir Yazbek, com o texto “O ritual”, do Connections/Londres.

Conexões – Parcerias
Em 2013, em parceria com o Cultura Inglesa Festival, além de receber o autor escocês Davey Anderson, o projeto viabilizou a vinda da Cia. profissional Thick Skin, de Glasgow, para apresentações da peça “The Static”.

Conexões 2014

Grupos participantes: 14 Número de participantes: 181 Textos encenados e publicados: “Cimbelino XXI – um ensaio”, de Marcos Barbosa; “Cérebro à vinagrete”, de Hugo Possolo; “A voz do silêncio”, de José Arthur Ridolfo; “Anoesis”, de Junction 25 – Glas(s) Performance; “O mentiroso”, de Gregory

Conexões 2013

Grupos participantes: 10 Nº de participantes: 135 Textos encenados e publicados: “Submarino”, de Léo Moreira; “Tudo por um você um vestido”, de Paula Pimenta, “Celular – o show”, de Jim Cartwright, “Estática”, de Davey Anderson.Burke.

Conexões 2012

Grupos participantes: 08 Número de participantes: 164 Textos encenados e publicados: “Septeto fatal”, de Alex Cassal; “O ritual”, de Samir Yazbek; “Flor da pele”, de Mariana Marteleto; “As crisálidas”, de David Harrower.

Conexões 2011

Grupos participantes: 13 Número de participantes: 230 Textos encenados e publicados: “Teseu”, de Cássio Pires; “Contos que cantam sobrepousospássaros”, de Claudia Schapira; “O manifesto à beleza”, de Nell Leyshon e “Colosso”, de Carl Grose.

Conexões 2010

Grupos participantes: 14 Número de participantes: 260 Textos encenados: “Godofredo & Alice”, de Newton Moreno; “Maledicência”, de Jandira Martini; “Nas alturas”, de Lisa McGee e “Missão secreta”, de Daisy Campbell.

Conexões 2009

Grupos participantes: 14 Número de participantes: 300 Textos encenados e publicados: “Longe da vista chinesa”, de Bosco Brasil; “O mistério na sala de aula”, de Sérgio Roveri; “Blecaute”, de Davey Anderson e “Lindo de morrer”, de Christopher Hill.

Conexões 2008

Grupos participantes: 18 Número de participantes: 340 Textos encenados e publicados: “O primeiro voo de Ícaro”, de Luís Alberto de Abreu; “Na balada”, de Noemi Marinho; “Bolo de noiva”, Mario Viana; “Uma história de vampiro”, de Moira Buffini; “My face”, de Nigel Wiiliams e “Refugo”, de Abi Morgan.

Conexões 2007

Grupos participantes: 9 grupos de diferentes regiões da cidade de São Paulo; Número de participantes: 130 Textos encenados e publicados: “Osama, o homem bomba do Rio”, de Caco Barcellos; “Meio-fio”, de Marcelo Rubens Paiva; “Peça de horror”, de Judith Johnson e “Treta no jardim”, de David Farr. Impressão: 3.000 exemplares

portal do aluno política de privacidade contato ouvidoria blog twitter facebook instagram youtube