crédito: João Caldas

 V Seminário Anual de Pesquisa e Extensão – de 21 a 28 de abril de 2018

O evento anual é uma forma de compartilhar atividades realizadas na Escola Superior de Artes Célia Helena e fora dela, por alunos, ex-alunos, professores e pesquisadores. 

Ao longo da semana, corpo docente, corpo discente e sociedade participaram de uma programação gratuita que incluiu apresentações de processos criativos, mesas sobre pesquisas de iniciação científica, TCCs, resultados de estudos dos Núcleos de Pesquisa desenvolvidos na escola, entre outras atividades.

 

 

 

 

Seminário São Paulo – Cena Contemporânea de 25 de janeiro a 6 de fevereiro

O teatro é, por excelência, um espaço de encontros e de crises. De qualquer grande realização teatral, sobrará sempre, na memória de suas testemunhas (dentro ou fora do palco), a certeza de que o embate de vontades nunca é isento de alguma fricção e nunca se exime de alguma violência. Sob essa ótica, o teatro é um modelo a um só tempo reduzido e ampliado da metrópole – essa conflagração gigantesca dos choques de vontades, que a cada dia põe à prova o melhor e o pior de cada um de seus cidadãos, tecendo, na ficção da vida, um enredo de contornos improváveis que, sem caber em nenhuma sigla partidária, é justamente a matéria-prima absoluta do que chamamos de política.
Em seis encontros temáticos, o Seminário São Paulo – Cena Contemporânea, uma realização da Escola Superior de Artes Célia Helena – ESCH com copatrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, convidará o teatro a pensar a metrópole e a metrópole a pensar o teatro, reconhecendo a importância dos encontros que não se limitam à mera troca de cortesias, mas que aceitam o embate e a instauração da crise de pensamento como espaço privilegiado para a produção luminosa de ideias. Nesse itinerário, serão discutidos, no contexto do teatro praticado na cidade de São Paulo, temas como a produção em dramaturgia, a atuação dos críticos, a formação de atores, as políticas públicas de financiamento, a ocupação de espaços alternativos e, ainda, a cada vez mais crescente tensão entre especulação imobiliária e constituição de espaços teatrais – cobrindo, assim, um espectro significativo dos problemas que constituem, atualmente, o lugar do teatro da metrópole e o lugar da metrópole no teatro.

Esperamos, assim, levar adiante, com o devido brio, a missão da Escola Superior de Artes Célia Helena na promoção de um teatro que não se conforma em ser mero objeto ou produto, mas que – sendo um local de onde se vê é, ainda, um local em que se formam pontos de vista. Ocuparemos justamente um edifício teatral, o Teatro Célia Helena, onde faremos do palco uma tribuna e da plateia uma ágora, para que atores, diretores, dramaturgos, críticos, acadêmicos e políticos compareçam e cumpram com a missão de posicionamento em torno das questões do teatro, tendo a cidade por testemunha.

 

portal do aluno política de privacidade contato ouvidoria blog twitter facebook instagram youtube