Escola de Teatro Célia Helena Célia Helena Conheça as talentosas mulheres que compõem a equipe do Célia Helena

Conheça as talentosas mulheres que compõem a equipe do Célia Helena

Escola conta com mulheres que se destacam no teatro paulista e brasileiro

Desde a sua criação, o Célia Helena Centro de Artes e Educação pode se orgulhar de se dizer uma instituição feminista. Isso porque foi uma mulher que a fundou e hoje é dirigida por sua filha Lígia Cortez. Além da própria Célia Helena, muitas outras mulheres passaram pela escola e ainda trabalham aqui.

Confira abaixo um vídeo que fala sobre a trajetória de criação do Célia Helena:


No início da semana, o Blog Célia Helena relembrou as mulheres que tiveram especial relevância para o teatro brasileiro. Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, apresentamos algumas entre tantas artistas que fazem um belo e cotidiano trabalho para garantir que os alunos do Célia tenham uma formação de qualidade.


Bete Dorgam
Foto: Filipe Redondo


Uma palhaça. Mas só no palco! Nos corredores do Célia, Bete Dorgam leva as artes cênicas bem a sério. Docente do curso de graduação em teatro, ela ensina interpretação e improvisação. Sua dedicação ao ensino não a afasta do palco e nem dos sets de filmagem. Esteve em cartaz recentemente com a peça “Avental Todo Sujo de Ovo” (dirigida por Bruno Guida) e nos longas “Que Horas Ela Volta” e “Mãe Só Há Uma” (ambos de Anna Muylaert)..


Eliana Fonseca


Quem escolhe estudar no Célia Helena tem o luxo de se nutrir dos conhecimentos de ninguém menos que Eliana Fonseca. É ela quem ensina interpretação para câmera, mas seu repertório e muito mais vasto do que isso. Cineasta, ela e multifuncional: atua, dirige, escreve e ainda faz direção de elenco. .


Elisa Ohtake

Filha de Célia Helena e Ruy Ohtake, neta de Tomie Ohtake. Elisa tem um leque de influências: teatro, arquitetura, artes plásticas. Em seu trabalho, Elisa faz uma mescla singular de teatro e dança. Hoje, é ela quem influencia os artistas em formação com suas tão necessárias aulas de expressão corporal.


Joana Dória
Foto: Luiza Gerbasi 


Joana é exemplo de uma artista que fez uma bela trajetória em dois caminhos: o palco e o campo acadêmico. Diretora artística e atriz da Cia. Temporária de Investigação Cênica, ela marca presença no teatro. Esteve em peças recentes, como “Espelho” e “Ato a Quatro”. Sua formação acadêmica passa pela USP e pelo Célia Helena onde, hoje, ela é coordenadora e ensina interpretação dramática.


Lígia Cortez
Foto: João Caldas 

Atriz, diretora teatral, arte-educadora e pesquisadora, Lígia é a espinha dorsal da escola que leva o nome de sua mãe. Ela viu a escola nascer e aprendeu a interpretar e a dirigir com os artistas que passaram por lá. Fundou a escola de artes para crianças e jovens, Casa do Teatro e hoje é diretora geral do Centro de Artes e Educação Célia Helena, assegurando a qualidade do amplo catálogo de formações oferecidas pela instituição: desde os cursos infantis da Casa do Teatro até o Mestrado da Escola Superior de Artes, passando pela Graduação, pela Pós-Graduação e pelo Curso Profissionalizante.


Luaa Gabanini

Professora de expressão corporal, Luaa Gabanini também oferece aos alunos um panorama bastante atual do teatro paulistano. Além de estar sempre em cena, seja em solos ou com o Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, ela também defende a arte com unhas e dentes: foi justamente a partir do núcleo, que teve sua sede engolida pela especulação imobiliária, que ela luta pelo espaço do teatro na cidade de São Paulo..

    Quer saber mais sobre nossos cursos? Cadastre-se e receba as novidades.





    Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
    Icone WhatsApp