Escola de Teatro Célia Helena Notícias Exercícios de atuação dos alunos do 4C e 7SB

Exercícios de atuação dos alunos do 4C e 7SB

De 28 de agosto a 6 de setembro, os alunos do Teatro-escola Célia Helena apresentam os exercícios de atuação desenvolvidos durante o primeiro semestre de 2020. As apresentações, excepcionalmente, acontecerão on-line.

Contra a perfeição

Criação colaborativa inspirada em cenas das trilogias da Indignação e da Revolução, de Esteve Soler. Direção: Lígia Cortez e Luciana Barboza. Turma 7SB.

28  e 29 de agosto, sexta-feira e sábado, às 20h 
30 de agosto, domingo, às 17h e às 20h 

Oito cenas curtas e independentes inspiradas nas trilogias da Indignação e da Revolução, do dramaturgo catalão Esteve Soler, desnudam as fragilidades, violências, carências e ambições humanas. Neste momento atual da sociedade, em que a “janela” simboliza a receptividade e a abertura para o que acontece lá fora, Contra a perfeição coloca em cena o olhar e a indignação sobre o amor, o progresso, a liberdade, a igualdade. Durante o processo, cada atriz, cada ator, foi inserindo suas marcas, pensamentos e críticas inspirados pela força da atualidade. Como o momento presente pede novos olhares para a comunicação das ideias, a transposição para a linguagem audiovisual contou com a colaboração dos cineastas Lucas Piloto e Pedro Nishi. Um trabalho em que a releitura e criação de textos foram transformadas em imagens e cenas que priorizaram a atuação.

Cenas decompostas

Criação colaborativa inspirada em cenas das obras Teatro Decomposto ou O Homem Lixo, de Matéi Visniec e Kabaret Valentin, de Karl Valentin. Direção: Fernando Nitsch. Turma 4C.

4 e 5 de setembro, sexta-feira e sábado, às 20h 
6 de setembro, domingo, às 17h e às 20h 

12 cenas em que, em um jogo de atuação, atrizes e atores buscam compreender e dar um sentido para uma existência fragmentada e cada vez mais isolada, através de estudos sobre a solidão, o aprisionamento, o controle social e a decomposição das relações humanas. Em um processo que passou por muitas fases, Cenas decompostas surge em um momento onde novas formas de se construir e ressignificar linguagens são atitudes imprescindíveis para os fazedores de teatro, e para isso, contamos com os olhares sensíveis e generosos dos cineastas Lucas Piloto e Pedro Nishi. No meio desse período histórico em que nos encontramos, muitas vezes perdidos em busca de novas possibilidades para existir, Visniec nos alerta: “São como pedaços de um espelho quebrado. Houve uma vez o objeto em perfeito estado. Ele refletia o céu, o mundo e a alma humana. E houve, não se sabe quando nem por quê, a explosão. E o jogo consiste em tentar reconstituir o objeto.” E para essa tentativa, optamos por uma estética em que a atuação fosse o grande fio condutor do trabalho.

Quer saber mais sobre nossos cursos? Cadastre-se e receba as novidades.




Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support
Icone WhatsApp