A palavra em cena

A palavra em cena
Com Elisa Lucinda e Geovana Pires

A poesia falada e compreendida como método de ensino proporciona a organização do raciocínio por meio da imagem e do afeto, podendo, assim, ser indicada para todas as profissões e idades. E com os atores não é diferente. Há, a princípio, uma falsa ideia da aparente facilidade em se falar textos poéticos. No entanto, trabalhamos o conteúdo com os seus sentimentos e todas as suas expressões. Colocamos as palavras “de pé”, com todos os verbos, todas as ações do texto. Ao final, teremos atores que não só falarão melhor suas falas, mas também estarão prontos para comporem seus personagens e compreenderem com mais facilidade todos os enredos que vivem “debaixo” das palavras, suas intenções e pontuações.

A palavra em cena
De 13 de outubro a 15 de dezembro de 2020, às terças-feiras, das 17h às 19h
Para todas as idades e profissões
Inscrições até às 19h do dia 12 de outubro de 2020

Para mais informações, entre em contato pelo telefone (11) 3884-8294, WhatsApp (11) 94196-1553 ou pelo e-mail contato@celiahelena.com.br

Elisa Lucinda é poeta, atriz, jornalista, professora e cantora. Nasceu na cidade de Vitória (Espírito Santo). É uma das autoras que mais vendem no Brasil. Seus livros, em sucessivas edições, percorrem o país sendo lidos, interpretados e encenados, enquanto seu nome figura dando títulos a bibliotecas e outros espaços de leitura. Elisa, que, nas palavras de Nélida Piñon, “tem a linguagem em chamas”, possui dezessete livros publicados, dentre os quais está a Coleção amigo oculto (livros infantojuvenis), que lhe rendeu, em 2002, o prêmio Altamente Recomendável (FNLIJ) por A menina transparente. Lucinda encena e circula muito de sua obra pelos palcos brasileiros e estrangeiros. Além disso, comemora o reconhecimento de ser uma das escritoras que mais popularizam a poesia em nosso tempo. Versos de liberdade, que ensina a palavra poética a jovens que cumprem medidas socioeducativas, é um dos projetos desenvolvidos pela sua instituição Casa Poema, entre cursos de Poesia falada para todos. Seu primeiro romance, Fernando Pessoa, o cavaleiro de nada, reconstrói a biografia do consagrado poeta português e foi finalista no Prêmio São Paulo de Literatura 2015. Depois do Vozes guardadas, seu décimo sétimo livro, a multiartista lança o seu Livro do avesso, o pensamento de Edite (Editora Malê).

Geovana Pires, em 2010, fundou junto com a poeta Elisa Lucinda a Casa Poema, utilizando o método da poesia como ferramenta para o desenvolvimento da arte, cidadania, autoestima, eloquência, desinibição, memorização, erudição, criatividade e autoconhecimento. Desde então, estabeleceu parceria com a Organização Internacional do Trabalho, entidade com a qual desenvolve projetos de empregabilidade para pessoas em estado de vulnerabilidade social, público LGBT, mulheres que sofreram violência doméstica e psicológica, adolescentes e mulheres privados de liberdade, policiais e jovens de periferia. Geovana coordena pedagogicamente essas oficinas, ministra as aulas e palestras em diversos estados do Brasil. É atriz e diretora de teatro formada pela Casa das Artes de Laranjeiras.

Regulamento

Inscrição on-line