Escola de Teatro Célia Helena Inglês Notícias Célia Helena Centro de Artes e Educação recebe o psicanalista Leopold Nosek

Célia Helena Centro de Artes e Educação recebe o psicanalista Leopold Nosek

Autor do livro “A Disposição para o Assombro” participa do Seminário de Arte e Cultura da instituição

Fazer arte é, também, compreender a realidade. No caso do teatro, a conexão com o real se dá de diversas maneiras: na concepção do texto, na criação do personagem, na montagem do cenário. Nesse sentido, artes cênicas e psicanálise se cruzam, e é um privilégio para o Célia Helena Centro de Artes e Educação promover um encontro com o psicanalista Leopold Nosek.

Autor de “A Disposição para o Assombro”, livro lançado no segundo semestre de 2017, Nosek integra a programação do Seminário Pesquisa e Extensão. Anual e aberto ao público, o evento da Escola Superior de Artes Célia Helena chega à sua 5ª edição entre 21 e 28 de abril. A palestra de Nosek ocorre na quinta-feira, 26, das 19h às 21h.

Psicanalista Leopold Nosek é convidado especial de seminário do Célia Helena – FOTO: DIVULGAÇÃO

Psiquiatra graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Nosek integra a Sociedade Brasileira de Psicanálise e é ex-presidente da Federação Psicanalítica da América Latina. Em seu recém-lançado livro, ele cruza a psicanálise com diversas áreas do conhecimento, como ética, arte, política e a institucionalidade.

Em uma abordagem ampla, Nosek convida o leitor a visitar a interioridade humana, analisando seus vícios e virtudes. Com uma preocupação latente em relação ao valor ético de nossas escolhas, o psicanalista apresenta as questões a partir de variados ângulos e pontos de vista.

Alguns trechos de “A Disposição para o Assombro” destacam uma relação próxima da psicanálise com o teatro. “Acredito que hoje a questão crucial da clínica e da investigação psicanalítica é compreender onde está o caos e como se constroem ilhas de significado – como se constroem os sonhos”, escreve Nosek no capítulo “O Método Analítico: Uma Metáfora Musical”.

Ou, no capítulo “Psicanálise e Arte Contemporânea”: “Nos sonhos, sabemos sem saber que sabemos. A figura precede o conceito. O mesmo sucede na arte. Daí o caráter premonitório dos sonhos e captação precoce que a arte faz da realidade. Somos praticantes de um saber que, na medida em que procura revelar e construir o que ainda não é passível de ser pensado, apresenta-se em afinidade estreita com as artes”.

O Seminário Anual de Pesquisa e Extensão tem, ainda, outras palestras e apresentações. Confira a programação completa.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Icone WhatsApp