Pensando a Dramaturgia hoje (5 encontros on-line)

Ciclo de 5 encontros para pensar a dramaturgia hoje, com condução de Samir Yazbek e mediação de Marici Salomão. 

Dias 3, 10, 17, 24 e 31 de maio, às segundas-feiras, das 19h às 21h, via Plataforma Zoom.

PROGRAMAÇÃO

Encontro 1 – NOVOS IMAGINÁRIOS
Configuração de imaginários dramatúrgicos a partir de visões autorais.

Encontro 2 – ESTÉTICAS E GÊNEROS
Consolidação de formas dramatúrgicas a partir do diálogo com estéticas e gêneros da tradição.

Encontro 3 – FUNDAMENTOS E CONCEITOS
Escritura de textos dramatúrgicos a partir do conhecimento de técnicas.

Encontro 4 – ESPAÇOS E TEMPOS TEATRAIS
Noções espaço-temporais na configuração de imaginários dramatúrgicos. 

Encontro 5 – DIÁLOGOS COM A CENA E O PÚBLICO
A cena e o público como catalisadores da linguagem dramatúrgica.

    Inscrição on-line










    Observação: o ciclo oferecerá certificado e deverá ser acompanhado na íntegra, já que os encontros serão complementares entre si. 

    Samir Yazbek é dramaturgo. Mestre em Letras pela USP. Consolidou sua formação com o diretor Antunes Filho. Escreveu “O Fingidor” (Prêmio Shell 1999 de melhor autor), “A Terra Prometida” (entre os dez melhores espetáculos de 2002, por O Globo), “A Entrevista”, “As Folhas do Cedro” (Prêmio APCA 2010 de melhor autor) e “O Eterno Retorno” (indicada à melhor dramaturgia pelo Prêmio Aplauso Brasil 2018), entre outras. Escreve para a imprensa, participa de festivais, ministra palestras, cursos e oficinas no Brasil e no exterior. Fez conferências em Cádiz (Espanha), Londres (Inglaterra) e Minnesota (EUA). Publicou (e/ou encenou) na Bolívia, Cuba, Inglaterra, México, Polônia e Portugal. Na TV Cultura, em parceria com a SESC TV, escreveu e dirigiu o teleteatro “Vestígios” e dirigiu uma adaptação de “O Fingidor”. Coordena a Pós-Graduação Lato Sensu em Dramaturgia da Escola Superior de Artes Célia Helena (ESCH), e é orientador no Mestrado Profissional em Artes da Cena da instituição.

     

    Marici Salomão é dramaturga, pesquisadora e jornalista, formada pela Pontifícia Católica de Campinas. Foi repórter e crítica colaboradora do Caderno 2 (O Estado de S. Paulo) e da revista Bravo!, nas áreas de teatro e literatura. Teve suas peças “Bilhete” e “Maria Quitéria” dirigidas por Celso Frateschi e Fernando Peixoto, respectivamente. Coordenou o Círculo de Dramaturgia do CPT (Centro de Pesquisa Teatral), sob supervisão de Antunes Filho, de 1999 a 2003, e de 2008 a 2019, o Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council, prêmio Shell de Inovação 2015. Foi curadora do projeto Dramaturgias Urgentes, do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB – SP). Atualmente é coordenadora do curso de Dramaturgia da SP Escola de Teatro. Lançou pela Imprensa Oficial o livro de peças “O Teatro de Marici Salomão” e, mais recentemente, o livro “Sala de Trabalho”, em que relata a experiência decana do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council.

    Regulamento